Cirurgia inédita em paciente hemofílico é realizada no Hospital Florianópolis

Pela primeira vez em Santa Catarina, foi realizada uma cirurgia de prótese ortopédica de joelho em um paciente hemofílico de 26 anos.

Outros 14 procedimentos semelhantes já estão agendados.

A cirurgia é fruto da parceria inédita entre a Secretaria de Estado da Saúde, Fundação de Apoio ao Hemosc/Cepon (Fahece), Hemosc, Casa dos Hemofílicos e Hospital Florianópolis (HF), integrante da rede hospitalar estadual e atualmente é administrado pelo Instituto Maria Schmitt (Imas), além do Ministério Público do Trabalho da 12ª Região.

O procedimento, realizado no último sábado, 10, contou com a participação de aproximadamente 15 profissionais, entre enfermeiros, bioquímicos e médicos de diferentes especialidades, além das equipes do centro cirúrgico, Unidade de Terapia Intensiva (UTI), enfermaria e fisioterapia.

Entre os nomes de destaque estão o cirurgião ortopedista do Hemosc e do HF, Darci Duarte, e o médico Luciano Pacheco, que atua há mais de 20 anos em cirurgias ortopédicas em hemofílicos.

O procedimento marca o início de uma importante parceria viabilizada pela Fahece, que concebeu e articulou o projeto; pelo Hemosc, disponibilizando a equipe multidisciplinar especializada; pelo Hospital Florianópolis, cedendo as instalações e também equipe multidisciplinar; e pelo Ministério Público do Trabalho, o responsável por canalizar os recursos necessários.

Para que a experiência fosse exitosa e permitisse a continuidade do projeto, a equipe do Hospital Florianópolis participou de seminários e treinamentos junto aos especialistas das outras instituições.

De acordo com Walmiro Charão, diretor geral do HF, foi um passo muito importante para o hospital. “Essa iniciativa passou por várias etapas e estou muito feliz por finalmente conseguirmos desempenhá-la. Me sensibilizei pela causa e o nosso hospital, que já era referência em ortopedia, agora está ainda mais completo”, destacou.

“Como profissionais, os membros da equipe ganham muito ao adquirir essa experiência no manejo cirúrgico deste perfil de pacientes”, afirma a médica hematologista responsável pelo programa de Hemofilia no Estado, Vivian Franco. “Esperamos que essa tenha sido a primeira de muitas outras cirurgias ortopédicas voltadas a hemofílicos no Hospital Florianópolis”, complementa.

Saiba mais

A hemofilia é uma doença congênita, a pessoa nasce com a doença. É caracterizada pela deficiência em proteínas do sangue responsáveis pela coagulação, sobretudo, os fatores VIII e IX. Como consequência, o portador de hemofilia tem tendências a sangramentos crônicos, principalmente nas articulações (joelhos, cotovelos e tornozelos), provocando desgastes articulares, chamados de Artropatia Hemofílica, sintomas que aparecem ainda na juventude e que, muitas vezes, obriga muitos desses pacientes a passar por procedimentos cirúrgicos, entre eles, as próteses ortopédicas.

 

 

 


fonte: 
Fabrício Escandiuzzi
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde - SES
Foto: Divulgação / Imas

Saúde & Bem Estar

More Articles

Curiosidades da história

More Articles

Tecnologia

More Articles