Traficante de drogas é condenado à prisão e à perda de bens

A tese sustentada pela 3ª PJ de Indaial teve como base apreensões na casa de Cláudio Garcia e um patrimônio de luxo que não condizia com a renda declarada


A ação penal promovida pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) contra Cláudio Garcia pelos crimes de tráfico de drogas, receptação dolosa e posse de arma com numeração raspada teve ganho de causa na Justiça. Cláudio, que já tem antecedentes por conta do crime de tráfico de drogas, foi condenado à prisão por 14 anos e 9 meses em regime fechado, à perda de carro e imóvel e ao pagamento de multa.

No dia 17 de junho do ano passado, após denúncia anônima sobre a prática de tráfico de drogas em Indaial, policiais da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Blumenau foram até a casa de Cláudio e encontraram a quantia de R$ 12.500,00 em espécie, uma balança digital de alta precisão, 26 cheques de diversos bancos, totalizando R$ 23.388,00, além de uma pistola calibre 380 que havia sido furtada. No interior da casa descobriram, ainda, um depósito com mais de 700 gramas de drogas, entre elas cocaína e crack.

Na investigação do patrimônio do traficante, ficou evidente que não havia documentos que comprovassem a origem de aproximadamente R$ 200.000,00 gastos para adquirir, entre os meses de maio e outubro de 2018, uma casa e uma picape I/VW Amarok. Diante disso, o Promotor de Justiça Daniel Granzotto Nunes entendeu que não havia dúvida de que os bens foram adquiridos com dinheiro proveniente do tráfico de drogas. A decisão transitada em julgado é do dia 22 de agosto de 2019.

 

 


Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social do MPSC

Saúde & Bem Estar

More Articles

Curiosidades da história

More Articles

Tecnologia

More Articles