Polícia Civil dá dicas de como evitar golpes nas compras online

Com a proximidade do Natal, muitos consumidores devem dar preferência para as compras pela internet.

Evitar trânsito e não precisar ficar nas filas dos caixas são algumas das vantagens desse tipo de compra. Para não cair em golpes, é preciso estar atento. Ao comprar em um site que não é seguro, além de chance de prejuízo, o presente pode nunca chegar.

Foto: Julio Cavalheiro / Secom

Não se deixar levar pelas ofertas anunciadas como imperdíveis é a principal dica da Polícia Civil de Santa Catarina para evitar golpes nas compras on-line. É preciso controlar o impulso e desconfiar de preços muito abaixo do mercado, como explica diretor de Inteligência da instituição, delegado Alfeu Orben:

“Os golpistas se aproveitam do momento para induzir os consumidores ao erro. Desconfie de ofertas com valores fora do mercado. É aconselhável acompanhar o preço das mercadorias. A melhor forma de evitar problemas é a prevenção. Na dúvida, busque os canais de comunicação das lojas e faça contato por telefone”, recomenda o policial.

O diretor de Inteligência da Polícia Civil do Estado dá outras dicas:

- Sempre fazer a compra e acessar ofertas pelo site oficial da loja, nunca em páginas diferentes;
- Abrir o site oficial em outra página do navegador, nunca pela página indicada no anúncio da compra;
- Ter cuidado com os anúncios. Eles podem direcionar o consumidor para páginas falsas;
- Nunca clicar em links enviados por e-mails. Eles redirecionam para páginas falsas. Elas também geram boletos, só que o pagamento é direcionado para a conta do golpista;
- Prestar atenção no endereço da página. Ele deve conter o nome oficial do estabelecimento, seguido pela extensão “.com.br”. Páginas falsas podem ter o mesmo nome, porém com outra extensão. Exemplos: nomedaloja.net e nomedaloja.org
- Verificar se o site oferece uma conexão segura. O ideal é aparecer um cadeado fechado no canto superior esquerdo da página, antes do endereço.

Outras informações sobre como evitar golpes nas compras on-line podem ser obtidas no site da Polícia Civil e nas redes sociais.

 

 


fonte: Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
Fabiana de Liz
Assessoria de Imprensa

Saúde & Bem Estar

More Articles

Curiosidades da história

More Articles

Tecnologia

More Articles