Programa do BRDE destina R$ 300 milhões para projetos em Santa Catarina

O Programa Promove Sul do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), que irá destinar R$ 300 milhões para projetos em Santa Catarina, foi lançado nesta quarta-feira, 19, com presença do governador Carlos Moisés.

Com recursos próprios, o Banco pretende financiar projetos e setores relevantes para a geração de emprego no estado. O ato ocorreu na Casa d'Agronômica em Florianópolis e teve também a presença de entidades empresariais.

O governador reforçou que a iniciativa é uma forma de trazer mais desenvolvimento e segurança para o empresário de Santa Catarina. “São R$ 300 milhões próprios do BRDE, que vão estar disponíveis para empresários de todas as áreas de desenvolvimento do nosso Estado e que vão fazer com que o empresário se sinta mais seguro, tendo um juro melhor que o do mercado e um prazo de carência maior”.

Fotos: Julio Cavalheiro / Secom

O foco dos investimentos foi definido em conjunto entre Governo do Estado e BRDE e o plano é conceder crédito para microfinanças, projetos de inovação, micro, pequenas e médias empresas, agronegócio, energia renovável e sustentável, indústria, comércio, entre outros empreendimentos em Santa Catarina.

 

O diretor presidente do BRDE, Marcelo Haendchen Dutra, acrescentou que o programa oferece as condições ideias para quem deseja empreender. “O BRDE cumpre um papel de banco público que é o de fomentar projetos maiores, de longo prazo de execução sem forçar o caixa daquele que quer empreender e que em condições normais teria que pagar em um prazo curto, e só se conseguiria capitalizar lá na frente”.

No encontro, o presidente da Fiesc, Mario Cezar de Aguiar, também reforçou a importância do programa para economia de Santa Catarina. “Todo recurso é bem-vindo para o setor produtivo. Fomenta geração de empregos e tributos. Movimenta a economia e é um grande benefício. Santa Catarina é um estado empreendedor, e para empreender é preciso recursos”, ressaltou o presidente da Fiesc.

Ele também destacou que o Conselho das Federações Empresariais de Santa Catarina (Cofem) apoia a reforma da previdência. "O Conselho dá seu total apoio para a Reforma da Previdência. Nós entendemos essa necessidade. Sabemos que matematicamente a conta não fecha. É uma questão que é de todos. Temos um compromisso de trabalhar junto com o Governo. É uma coisa que nos preocupa”, reforçou Aguiar

Também participaram da reunião o secretário de Desenvolvimento Econômico e Sustentável (SDE), Lucas Esmeraldino, o secretário da Fazenda, Paulo Eli, o secretário executivo da Comunicação, Ricardo Dias, o presidente da SCPAR, Gustavo Salvador Pereira, e representantes do Conselho das Federações Empresariais de Santa Catarina (Cofem): Mario Cezar De Aguiar (Fiesc); Bruno Breithaupt (Fecomércio); Ari Rabaiolli (Fetrancesc); Ivan Roberto Tauffer (FCDL); José Zeferino Pedrozo (Faesc), e Rosicler Meyer Dedekind (Fampesc).

 


fonte:
Karine Wenzel
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom

Saúde & Bem Estar

More Articles

Curiosidades da história

More Articles

Tecnologia

More Articles