NAVEGANTES VAI MOBILIZAR COMUNIDADE DO VERDE MAR CONTRA A DENGUE NESTE SÁBADO (27)

Para combater o mosquito e conter o avanço da doença no município, os integrantes da Sala de Situação de Combate a Dengue, formado por representantes de diversas áreas da administração pública,

vão realizar uma grande mobilização neste sábado (27), a partir das 14 horas, na área que compreende a região conhecida como Verde Mar. O objetivo é percorrer os 42 quarteirões mapeados pela equipe da Saúde e visitar 1.200 residências, levando orientação aos moradores e entrando nos terrenos para eliminar depósitos expostos.



O avanço da Dengue e de outras doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, como zika e Chikungunya, tem preocupado as autoridades em todo o país. Algumas cidades catarinenses já estão sofrendo com o surto de Dengue e Navegantes também está na mira do mosquito.

Dados apresentados durante a reunião da Sala de Situação de Combate a Dengue, realizada nesta terça-feira (23), na sede do Corpo de Bombeiros Voluntários de Navegantes, mostram que a situação é bastante preocupante. Já são 1.296 focos positivos e 52 casos confirmados de pessoas que residem no município e contraíram a Dengue. Felizmente, todos fizeram tratamento, estão curados e não houve nenhum óbito. A região com mais casos positivos fica nas imediações da Unidade de Saúde Verde Mar, que compreende parte do Centro e região do Aeroporto.

Todos contra a Dengue

Para combater o mosquito e conter o avanço da doença no município, os integrantes da Sala de Situação de Combate a Dengue, formado por representantes de diversas áreas da administração pública, vão realizar uma grande mobilização neste sábado (27), a partir das 14 horas, na área que compreende a região conhecida como Verde Mar. O objetivo é percorrer os 42 quarteirões mapeados pela equipe da Saúde e visitar 1.200 residências, levando orientação aos moradores e entrando nos terrenos para eliminar depósitos expostos.

A ação vai ser coordenada pelo Setor de Vigilância Epidemiológica e contar com a participação de aproximadamente 70 pessoas, entre profissionais da Secretaria da Saúde, servidores municipais e equipe do Corpo de Bombeiros Voluntários de Navegantes, que vai disponibilizar cerca de 50 voluntários. Os participantes e equipe de apoio vão receber uma capacitação nesta quinta-feira (25), na sede dos Bombeiros Voluntários, para poder abordar e repassar as orientações aos moradores. Uma equipe da Secretaria de Obras vai estar com maquinários para recolher os materiais e lixos que estejam acumulando água e servindo de criadouro do mosquito. Os terrenos baldios também serão vistoriados e limpos, dependendo da necessidade.

De acordo com Plácido Simas, coordenador do Setor de Combate a Dengue de Navegantes, a dengue é uma questão de saúde pública e seu controle exige, essencialmente, a contribuição da população. “A comunidade tem que se engajar de vez nesta luta, pois todos tem que entender que estão correndo risco de uma epidemia. Muita gente acha que é um problema da Prefeitura, que só as autoridades têm que resolver. Só que na maioria dos casos, os focos estão dentro do nosso próprio quintal ou do vizinho. Convoco a população de Navegantes que nos ajude nesta verdadeira guerra contra o mosquito Aedes aegypti”, enfatiza o coordenador, pedindo que os moradores participem das limpezas e dos mutirões que serão realizados com frequência em todas as regiões do município.

Faça a sua parte para evitar a proliferação do Aedes aegypti:

• evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usá-los, coloque areia até a borda;

• guarde garrafas com o gargalo virado para baixo;

• mantenha lixeiras tampadas;

• deixe os depósitos d’água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água;

• plantas como bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água;

• trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana;

• mantenha ralos fechados e desentupidos;

• lave com escova os potes de comida e de água dos animais no mínimo uma vez por semana;

• retire a água acumulada em lajes;

• dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em banheiros pouco usados;

• mantenha fechada a tampa do vaso sanitário;

• evite acumular entulho, pois ele pode se tornar local de foco do mosquito da dengue;

• denuncie a existência de possíveis focos de Aedes aegypti para a Secretaria Municipal de Saúde;

• caso apresente sintomas de dengue, chikungunya ou zika vírus, procure uma unidade de saúde mais próxima para o atendimento.

 

 

 

 

 


fonte: Secretaria de Comunicação
Texto: Fernando C. de Souza – SC 00980 JP