Primeiros Momentos da Copa do Mundo de 2018

A Rússia é sede da 21ª edição do Mundial. São 32 seleções, 64 jogos, em 12 estádios e em quatro fusos horários. Ao todo, 732 jogadores correm atrás do mesmo objetivo: estar na final, em Moscou, em 15 de julho.

Barrado pelo ferrolho suíço
A seleção brasileira começou bem e abriu o marcador com um golaço de Philippe Coutinho. O que parecia tranquilo ficou complicado. Após o empate, a Suíça usou todos os meios para barrar a Seleção – também com faltas, quando preciso. Neymar e cia. sofreram, mas não encontraram meios de furar a retranca suíça. Empate interrompe sequência de dez estreias brasileiras com vitórias em Copas. (17/06)

Irreconhecível!
Irreconhecíveis em campo, os campeões mundiais estrearam com derrota na Copa: 1 a 0 para o México em Moscou. Os jogadores alemães não esconderam a preocupação com o desempenho do time ao fim do jogo. A Alemanha não perdia em estreias em Mundiais desde 1982, quando perdeu para a Argélia. (17/06)

Qué pasa con vos, che?
Messi teve nos pés a chance de dar uma vitória para a Argentina na estreia, mas desperdiçou um pênalti. No final, um empate em 1 a 1 com a Islândia, que já ganhou status de queridinha do Mundial. Ao todo, neste dia foram marcados cinco pênaltis em quatro partidas – ficou a um de empatar o recorde de 24 de junho de 1998, que teve seis pênaltis num único dia de Copa. (16/06)

O dia do gajo
O segundo dia de Copa foi o de Cristiano Ronaldo. Com três gols, o último deles um golaço de falta nos minutos finais, o atacante garantiu o empate de Portugal em 3 a 3 contra a Espanha. Ele igualou Pelé e os alemães Uwe Seeler e Klose como únicos a marcar em quatro Mundiais seguidos. (15/06)

Política no futebol
O jogo de abertura colocou frente a frente as duas piores seleções no ranking da Fifa presentes na Copa. O presidente da Fifa, Gianni Infantino, assistiu à vitória da Rússia, por 5 a 0, contra a Arábia Saudita, sentado entre o príncipe herdeiro saudita, Mohammed bin Salman, e o presidente russo, Vladimir Putin. (14/06)

Cerimônia de abertura com polêmica
As apresentações musicais de Robbie Williams e da soprano russa Aida Garifullina deram o pontapé inicial para a Copa do Mundo de 2018. E teve polêmica: o cantor britânico mostrou o dedo do meio às câmeras justamente na parte "I did it for free" ("Eu fiz de graça") da música "Rock DJ". Segundo ele, foi uma resposta aos críticos que afirmaram que Williams havia se vendido ao Kremlin. (14/06)

 

 

 


fonte: W

Saúde & Bem Estar

More Articles

Tecnologia

More Articles