Na Copa do Mundo, Brasil perde na estreia e joga a classificação na última rodada

Meninas deram trabalho nas duplas para Hong Kong, enquanto rapazes fizeram confrontos equilibrados contra alemães. Torneio é evento-teste da modalidade para Tóquio 2020

A Seleção Brasileira vai brigar pela classificação nos dois naipes na última rodada da Copa do Mundo de Equipes, que está sendo disputada no Ginásio Metropolitano de Tóquio, no evento-teste do tênis de mesa para os Jogos Olímpicos de 2020. Na madrugada e manhã desta quarta-feira (6), as equipes brasileiras estrearam com derrotas por 3 a 0, com bons momentos diante de dois times muito fortes no cenário internacional, Hong Kong (feminino) e Alemanha (masculino).

Caroline Kumahara e Jessica Yamada deram trabalho na partida de duplas. Foto: ITTF

As vagas nas quartas de final serão decididas nesta noite e madrugada. A partir das 22h, o time masculino encara a Austrália. Pouco depois, a partir de 1h30 de quinta-feira, é a vez de a equipe feminina enfrentar a forte Coreia do Sul, que venceu Hong Kong na estreia, por 3 a 0.

"As meninas começaram bem, variando a recepção, errando poucas bolas. As adversárias tiveram dificuldade para se adaptar. Mas, quando começaram a pegar o ritmo dessas bolas, ficou mais difícil. É normal, pois o nível das meninas de Hong Kong é alto"
Hugo Hoyama

As meninas encararam Hong Kong, quarto melhor time do mundo, e começaram surpreendendo na partida de duplas. Caroline Kumahara e Jessica Yamada estiveram próximas de uma vitória, mas acabaram sofrendo a virada para Doo Hoi Kem e Lee Ho Ching, por 3 a 2 (11/6, 11/7, 7/11, 1/11 e 3/11).

"Foi um bom jogo. As meninas começaram bem, variando a recepção, errando poucas bolas. As adversárias tiveram dificuldade para se adaptar ao tempo de bola das brasileiras. Mas, quando começaram a pegar o ritmo dessas bolas, ficou mais difícil para nós. É normal, pois o nível das meninas de Hong Kong é alto. Mas foi um bom início, sim", analisou o técnico Hugo Hoyama.

Na sequência, Bruna Takahashi acabou batida por Soo Wai Minnie, por 3 a 0 (5/11, 10/12 e 8/11). No terceiro jogo, Jessica Yamada caiu para Lee Ho Ching, pelo mesmo placar (1/11, 7/11 e 7/11). "A Bruna fez um jogo disputado. Teve dificuldade com o tempo de bola da Soo, pois a bola pingava e parava um pouco. Já a Jessica teve um início muito difícil, onde não entendeu bem o saque e a recepção da Lee. A partir do segundo set, ficou mais próxima da mesa e a partida foi mais disputada. No geral, foi um bom confronto, foram conscientes. Sabíamos que era muito difícil", explicou o técnico.

Os meninos tiveram um confronto bem equilibrado diante dos fortes alemães, terceiros do ranking mundial de equipes. Mais uma vez, o Brasil brigou pesado nas duplas, com Gustavo Tsuboi e Eric Jouti caindo para Timo Boll (oitavo do mundo) e Patrick Franziska (16°) por 3 sets a 2 (15/13, 14/12, 8/11, 7/11 e 2/11).

Em grande fase, foi a vez de Vitor Ishiy enfrentar o experiente Dimitrij Ovtcharov (12° do ranking mundial). Em parciais muito equilibradas, o alemão venceu o segundo confronto, por 3 a 1 (11/9, 10/12, 12/14 e 8/11). Eric Jouti voltou para a mesa para encarar Patrick Franziska. No duelo mais equilibrado, o alemão levou a melhor, por 3 a 2 (10/12, 11/7, 11/9, 10/12 e 9/11).

 

 


Fonte: Confederação Brasileira de Tênis de Mesa

Saúde & Bem Estar

More Articles

Tecnologia

More Articles