Seleção de Canoagem Slalom treina no Canal Olímpico de Deodoro até Jogos de Tóquio 2020

Atletas brasileiros irão treinar até os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 no Canal de Deodoro no Rio de Janeiro

A Seleção Brasileira de Canoagem Slalom voltou a treinar no Canal Olímpico de Deodoro, no Parque Radical no Rio de Janeiro. O equipamento esportivo será utilizado pelos atletas brasileiros até os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Os canoístas poderão treinar diariamente e a comunidade poderá utilizar o espaço para área de lazer no período de verão.

Ana Sátila volta a treinar no Canal do Rio 2016. Foto: Breno Barros/ rededoesporte.gov.br

Para a canoísta Ana Sátila, a reabertura será fundamental para os preparativos olímpicos. "Temos em casa uma grande estrutura, somos privilegiados em poder remar em um canal excelente como esse. Tanto que os japoneses construíram um canal semelhante. Para será importante para chegarmos em Tóquio com uma performance excelente perto dos outros atletas", disse a atleta, que recebe o apoio do programa Bolsa Atleta da secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania.

O canoísta Pedro Gonçalves deve chegar ainda nesta semana no capital fluminense, Guilherme Rodrigues, Charles Corrêa e Felipe Borges também completarão o time. O Brasil ainda busca uma vaga no C1 masculino. A vaga será disputada entre os países das Américas durante o Campeonato Pan-Americano de Canoagem Slalom, que será disputado no Canal Olímpico de Deodoro no próximo mês de abril.

Já no K1 Masculino Pedro Gonçalves tem uma ligeira vantagem na categoria sobre seus concorrentes por ter conquistado a vaga olímpica no Mundial que aconteceu em agosto na Espanha, mas precisará passar pela Seletiva Nacional.

A reabertura do equipamento esportivo foi garantida por meio de parceria entre a Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro, por meio da Subsecretaria do Legado Olímpico, o Comitê Olímpico do Brasil (COB) e a Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa).

"Foi uma grande negociação, tivemos boas reuniões com a equipe Subsecretaria do Legado Olímpico da prefeitura do Rio e também o apoio constante do COB, todos sabem da importância para os nossos atletas em poder remar neste local. Graças a essa parceria hoje retomamos os treinos em Deodoro", comenta João Tomasini Schwertner, presidente da Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa).

 

 

 


Fonte: Confederação Brasileira de Canoagem

Saúde & Bem Estar

More Articles

Tecnologia

More Articles