Paulista classificado para Tóquio fatura três ouros no Brasileiro de Tiro paralímpico

Ao todo, 35 atiradores de seis estados participaram do campeonato, que finalizou a temporada 2019 da modalidade

Neste domingo (1.12), último dia do Brasileiro de Tiro Esportivo, o paulista Alexandre Galgani faturou seu terceiro ouro na competição. O atirador conquistou o hexacampeonato na carabina posição deitado 10m e na em pé 10m. Já na carabina deitado 50m, foi pentacampeão. Ao todo, 35 atiradores de seis estados participaram do campeonato, que finalizou a temporada 2019 da modalidade. O evento foi realizado no Centro Militar de Tiro Esportivo, no Parque Olímpico de Deodoro, no Rio de Janeiro.

Foto: Miriam Jeske/CPB/Exemplus

Galgani (ADDG) liderou a disputa da carabina em pé da classe SH2 (precisa de apoio para a arma) desde o primeiro disparo. A cada tiro aumentou a vantagem sobre os adversários até completar os 629,2 pontos, que lhe renderam o ouro. O vice-campeão foi Bruno Kiefer (CERAC), que fez 611,0, seguido por Ana Serpa (CAIRA), com 608,2.

"Foi um bom Brasileiro. Agora, só vou descansar um pouco no fim do ano e depois volto a treinar forte para melhorar mais minhas pontuações, porque quero chegar a pelo menos duas finais lá nos Jogos Paralímpicos de Tóquio", comentou Alexandre Galgani, que se tornou tetraplégico em função de um acidente enquanto mergulhava em uma piscina aos 18 anos.

O paulista é o único representante nacional com vaga garantida pela modalidade nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020. Ele conquistou seu lugar na principal competição do ciclo na etapa de Al Ain da Copa Mundo de Tiro Esportivo, nos Emirados Árabes Unidos, em fevereiro.

No primeiro dia do Brasileiro, Galgani foi o responsável por quebrar o único novo recorde brasileiro estabelecido na competição. Ele fez 621,6 pontos na carabina deitado 50m, quase cinco pontos a mais que a marca anterior, também de sua autoria.

O Brasileiro de Tiro Esportivo encerra o calendário nacional da modalidade e é a competição com maior atribuição de pontos para o ranking brasileiro. O evento é organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), e o ranking nacional serve como base para bolsas da próxima temporada.

Esta competição foi a última oportunidade para os atletas atingirem o índice classificatório para as competições internacionais da próxima temporada. Em maio, na etapa de Lima da Copa do Mundo da modalidade, os atiradores terão a última chance para carimbarem seus passaportes para o Japão. Nesta competição, será distribuída uma vaga por prova ao atleta melhor colocado que ainda não estiver classificado para os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020.

RESULTADOS

R1 – Carabina de Ar em pé 10m masculina, classe SH1
1º lugar - Marcelo Marton
2º lugar - Geremias Soares
3º lugar - Carlos Garletti

R2 – Carabina de Ar em pé 10m feminina, classe SH1
1º lugar - Clenilza Gonçalves
2º lugar - Silvia Martines

R3 - Carabina de Ar deitado 10m mista, classe SH1
1º lugar - Marcelo Marton
2º lugar - Carlos Garletti
3º lugar - Geremias Soares

R4 – Carabina de Ar em pé 10m mista, classe SH2
1º lugar - Alexandre Galgani
2º lugar - Bruno Kiefer
3º lugar - Ana Serpa

R5 – Carabina de Ar deitado 10m mista, classe SH2
1º lugar – Alexandre Galgani
2º lugar – Bruno Kiefer
3º lugar – Jéssica Michalack

R6 – Carabina deitado 50m mista, classe Sh1
1º lugar - Carlos Garletti
2º lugar - Luiz Azevedo
3º lugar – Sandro Santorum

R7 – Carabina três posições 50m masculino, classe SH1
1º lugar – Carlos Garletti
2º lugar – Luiz Azevedo
3º lugar – Sandro Sotorum

R9 – Carabina deitado 50m, classe SH2
1º lugar – Alexandre Galgani

P1 – Pistola de Ar 10m masculino, classe SH1
1º lugar – Geraldo Rosenthal
2º lugar – Ricardo Costa
3º lugar – Joaquim Santos

P2 – Pistola de Ar 10m feminino, classe SH1
1º lugar – Heloisa Rodrigues
2º lugar – Beatriz Cunha
3º lugar – Andreia Lima

P3 – Pistola Sport mista 25m, classe SH1
1º lugar – Sergio Vida
2ºlugar – Geraldo Rosenthal
3º lugar – Elloisa Rodrigues

P4 – Pistola livre 50m mista, classe Sh1
1º lugar - Geraldo Rosenthal
2º lugar - Sérgio Vida
3º lugar - Joaquim Santos

P5 - Pistola Standard mista, classe SH1
1º lugar - Geraldo Rosenthal
2º lugar - Heloisa Rodrigues
3º lugar- Joaquim Santos

 

 


Fonte: Comitê Paralímpico Brasileiro

Saúde & Bem Estar

More Articles

Tecnologia

More Articles