World Athletics ratifica critérios de qualificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio

A entidade também apresentou, em Mônaco, o plano estratégico para os próximos quatro anos, depois de consultar as 214 federações filiadas

Foto: COI

Depois de consultar as 214 federações filiadas, a World Athletics (ex-IAAF) apresentou, nesta quarta-feira (03.06), em Mônaco, o plano estratégico da entidade para os próximos quatro anos e confirmou os critérios de qualificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio, que serão disputados em julho e agosto de 2021.

A World Athletics ratificou que os índices exigidos continuam inalterados e os atletas já qualificados desde 2019 mantêm essa condição, apesar do adiamento da Olimpíada. O período de obtenção das marcas mínimas continua suspenso de 6 de abril até 30 de novembro.

Desta forma, os atletas de todas as especialidades do atletismo poderão buscar índices novamente a partir de 1º de dezembro. Os prazos para a maratona e marcha atlética 50km vão até 31 de maio de 2021 e, para as demais provas, os atletas têm até 29 de junho de 2021. A Olimpíada será disputada de 23 de julho a 8 de agosto e cada país pode ter no máximo três representantes por prova.

No caso dos revezamentos, os qualificados no Mundial de Doha mantêm a vaga. Já as oito equipes mais bem classificadas no Mundial de Revezamentos Silesia 2021, na Polônia, marcado para os dias 1 e 2 de maio, também estarão qualificados.

 

 

 


Fonte: Confederação Brasileira de Atletismo

Saúde & Bem Estar

More Articles

Tecnologia

More Articles