NVIDIA Revela a placa de vídeo mais poderosa do mundo: TITAN RTX

A nova TITAN com tecnologia Turing Oferece 130 Teraflops de Potência de Deep Learning e 11 GigaRays de Desempenho em Ray Tracing para os Usuários mais Exigentes do Mundo

A NVIDIA apresenta a NVIDIA® TITAN RTX™, a placa de vídeo para PC mais poderosa do mundo, proporcionando um desempenho enorme para pesquisa de AI, ciência de dados e aplicações criativas.

Impulsionada pela nova arquitetura NVIDIA Turing™, a TITAN RTX — chamada de T-Rex — oferece 130 teraflops de desempenho de deep learning e 11 GigaRays de desempenho de Ray Tracing.

"Turing é o maior avanço da NVIDIA em uma década – a fusão dos Shaders, Ray Tracing e deep learning para reinventar as placas de vídeo", disse Jensen Huang, fundador e CEO da NVIDIA. “A introdução da T-Rex coloca a Turing ao alcance de milhões dos usuários de PC mais exigentes — desenvolvedores, cientistas e criadores de conteúdo.”

A Placa de Vídeo para PC Mais Avançada

O maior salto da NVIDIA desde a invenção da placa de vídeo CUDA® em 2006 e o ​​resultado de mais de 10 mil anos de esforços de engenharia, a Turing apresenta novos RT Cores para acelerar o Ray Tracing, além de novos Tensor Cores de múltipla precisão para treinamento e inferência de AI. Esses dois mecanismos — juntamente com a computação mais eficiente e a rasterização aprimorada — possibilitam recursos que transformarão o trabalho de milhões de desenvolvedores, designers e artistas em vários setores.

Projetada para uma variedade de aplicações exigentes em termos de computação, a TITAN RTX oferece uma combinação imbatível de AI, gráficos com Ray Tracing em tempo real, realidade virtual de última geração e computação de alto desempenho. Ela oferece:

576 Tensor Cores Turing de múltipla precisão, fornecendo até 130 teraflops de desempenho de deep learning.
72 RT Cores Turing, fornecendo até 11 GigaRays por segundo de desempenho de Ray Tracing em tempo real.
24 GB de memória GDDR6 de alta velocidade com 672 GB/s de largura de banda — o dobro da memória das placas de vídeo TITAN da geração anterior — para atender a modelos e conjuntos de dados maiores.
A NVIDIA NVLink® de 100 GB/s pode emparelhar duas placas de vídeo TITAN RTX para redimensionar a memória e fazer cálculos.
Incrível desempenho e largura de banda de memória para edição de vídeos em 8K em tempo real.
A porta VirtualLink™ fornece o desempenho e a conectividade exigidos pelos headsets de VR da próxima geração.
Criada para Pesquisadores de AI e Desenvolvedores de Deep Learning

A TITAN RTX transforma o PC em um supercomputador para pesquisadores e desenvolvedores de AI. A TITAN RTX oferece Tensor Cores Turing de múltipla precisão para um desempenho revolucionário de FP32, FP16, INT8 e INT4, permitindo o treinamento e a inferência de redes neurais com mais rapidez. Ela oferece o dobro da capacidade de memória das placas de vídeo TITAN da geração anterior, junto com a NVLink, para permitir que os pesquisadores façam experiências com redes neurais e conjuntos de dados maiores.

Perfeita para Cientistas de Dados

Sendo uma ferramenta poderosa para cientistas de dados, a TITAN RTX acelera a análise de dados com o NVIDIA RAPIDS™. As bibliotecas de código aberto do RAPIDS se integram perfeitamente aos fluxos de trabalho de ciência de dados mais populares do mundo para acelerar o aprendizado de máquina.

Criadores de Conteúdo Criam Seus Melhores Trabalhos

A TITAN RTX traz o poder do Ray Tracing em tempo real e da AI para aplicativos criativos, para que 5 milhões de criadores baseados em PC possam fazer iterações mais rápido. Ela também fornece a potência computacional e a largura de banda de memória necessárias para a edição de vídeo em 8K em tempo real.

A TITAN RTX ainda não tem data de lançamento ou preço estimado para o Brasil.

Sobre a NVIDIA

A invenção da GPU pela NVIDIA (NASDAQ: NVDA) em 1999 provocou o crescimento do mercado de jogos para PCs, redefiniu a computação gráfica moderna e revolucionou a computação paralela. Mais recentemente, a aprendizagem profunda via GPU abriu caminho para a AI moderna – a próxima era da computação – com a GPU atuando como o cérebro dos computadores, robôs e carros autônomos que percebem e entendem o mundo. Mais informações em http://www.nvidia.com.br/page/home.html.

 

 

 

 

 



fonte: NVIDIA Brasil