Mórmons inauguram Templo de Roma

Depois de dez anos de construção, maior complexo da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é consagrado no centro mundial do catolicismo, que também se tornou um lugar de pluralismo religioso.

Praça do templo mórmon homenageia Roma com suas oliveiras centenárias

Neste domingo (10/03), a cidade de Roma é palco de uma grande celebração religiosa – que não está acontecendo no Vaticano. O Templo de Roma, o maior complexo da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias – também conhecida como LDS ou Igreja Mórmon – foi oficialmente consagrado após mais de dez anos de construção.

Longe das multidões na Praça de São Pedro, localizada à margem do Grande Raccordo Anulare, a rodovia que circunda a Roma metropolitana, o complexo ostenta uma igreja de 3.716 metros quadrados, centro de visitantes e um centro de história da família (um dos muitos centros de pesquisa genealógica fundados pela Igreja LDS ao redor do mundo).

Raimondo Castellani, chefe de relações públicas da filial italiana da igreja LDS, disse que ter um local de culto mórmon em Roma é algo de grande importância. "Roma é o centro mundial do cristianismo. É a cidade onde os apóstolos Pedro e Paulo pregaram e foram martirizados [...] como poderíamos não ter um templo aqui?", indagou Castellani.

Castellani disse que, embora a igreja de Roma não fosse em si o maior templo mórmon da Europa, o complexo seria o maior de todo o continente, se considerados todos os seus prédios.

O conjunto é organizado em torno de uma praça central, destinada a homenagear a arquitetura tradicional do local. Oliveiras romanas centenárias foram replantadas na praça em homenagem à cidade de Roma, disse Castellani, explicando que a cerimônia de inauguração do templo seria "muito simples": "Hinos e discursos precedem a oração consecratória, com um profundo significado espiritual para os membros da igreja".

Embora Roma seja a mais famosa sede da Igreja Católica, há muito tempo é lugar de pluralismo religioso. A Mesquita de Roma é a maior da União Europeia, e a cidade tem a maior população judaica da Itália.

Roma também tem a maior igreja das Testemunhas de Jeová ou Salão do Reino, como é chamado, do continente. Na verdade, a Itália abriga por ampla margem a maior comunidade de Testemunhas de Jeová na Europa,

Portanto, não é surpreendente que dezenas de milhares de pessoas tenham aproveitado as duas semanas de portas abertas no início de fevereiro para visitar o local que estava em construção desde 2008. Após a consagração, nenhum não mórmon poderá entrar no templo.

Elena, funcionária de uma ONG de 30 e poucos anos que visitou o local, disse: "Todo mundo foi realmente gentil. Eu acho que a igreja em si não faz realmente meu estilo, mas foi realmente interessante conversar com pessoas de uma fé diferente."

A história da igreja LDS na Itália remonta à fundação do movimento, quando dois missionários chegaram pela primeira vez ao país europeu em 1850. Eles converteram dezenas de pessoas, mas a igreja logo se esgotou quando todos os novos membros emigraram para os Estados Unidos. Por muito tempo, a lei italiana proibiu-os de missionar.

O mormonismo somente fincou pé definitivamente na Itália com a chegada de 2 mil militares americanos da LDS, que ali estavam estacionados durante a Segunda Guerra Mundial. Hoje, existem quase 26 mil membros da Igreja em todo o país.

Portugal, que tem a segunda maior população de mórmons na Europa depois da Espanha, será o próximo país a ter seu próprio templo palaciano, que deverá ser inaugurado em setembro. A Alemanha abriga a terceira maior população no continente, com cerca de 40 mil membros da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (LDS).

 

 

 

 


fonte: DW
Italien Religion l Mormonentempel in Rom (Reuters/R. Casilli)

Notícias, Dicas & Informações de Santa Catarina

More Articles

Curiosidades da história

More Articles

Tecnologia

More Articles