Revista "Time" inclui Bolsonaro em lista de cem mais influentes do mundo

Em ranking anual, publicação americana descreve presidente como "personagem complexo", apontando-o como esperança para reformas e, ao mesmo tempo, "homofóbico ultraconservador".

Jair Bolsonaro
"Bolsonaro terá que aprender a fazer os acordos necessários para avançar com a sua agenda", diz revista

A revista americana Time incluiu o presidente Jair Bolsonaro em sua lista anual de cem pessoas mais influentes do mundo, divulgada nesta quarta-feira (17/04), descrevendo-o como "um personagem complexo".

"Depois de três meses como presidente do Brasil, ele representa uma ruptura acentuada com uma década de corrupção de alto nível, e a melhor chance do Brasil em uma geração de implementar reformas econômicas que podem domar uma dívida crescente", diz o texto sobre Bolsonaro publicado como parte da lista da Time.

Apesar do tom esperançoso sobre a economia, a revista afirma que Bolsonaro também é um representante de "masculinidade tóxica" e "um homofóbico ultraconservador com a intenção de travar uma guerra cultural e talvez reverter o progresso do Brasil no combate às mudanças climáticas".

Segundo o texto, escrito pelo cientista político e editor da revista Ian Bremmer, a fascinação com o "apetite por controvérsia" de Bolsonaro esconde uma importante verdade sobre o país. "O Brasil continua sendo uma democracia dinâmica, com instituições robustas que vão limitar tanto o bem quanto o mal que ele pode vir a fazer", afirma.

"Bolsonaro terá que aprender a trabalhar dentro desse sistema, a fazer os acordos necessários para avançar com a sua agenda", prossegue. "O tempo irá dizer se ele tem a flexibilidade e a resiliência de caráter de que precisará."

Não é a primeira vez que um líder brasileiro é incluído na lista da Time. A ex-presidente Dilma Rousseff foi escolhida pela revista americana como uma das cem pessoas mais influentes do mundo em 2011 e em 2012. Seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, fez parte da lista em 2004 e em 2010.

Para o ranking deste ano, também foram incluídos o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump; o presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador; o líder opositor e autoproclamado presidente interino da Venezuela Juan Guaidó; a primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Andern; e a jovem ativista sueca Greta Thunberg, líder do movimento Fridays for Future; entre outros líderes.

Na categoria artistas constam nomes como a atriz Emilia Clarke, de Game of Thrones, e a cantora Ariana Grande. E na categoria ícones, a ex-primeira-dama americana Michelle Obama e a cantora Lady Gaga. A lista das cem pessoas mais influentes do mundo inclui ainda nomes do esporte, dos negócios e ativistas. Bolsonaro é o único brasileiro presente no ranking.

 

 

 

 


fonte: DW
LPF/ots

Notícias, Dicas & Informações de Santa Catarina

More Articles

Curiosidades da história

More Articles

Tecnologia

More Articles