Entrega da declaração do Imposto de Renda é adiada para o dia 30 de junho

O prazo final foi prorrogado por 60 dias, após relatos de dificuldades dos contribuintes confinados por causa da pandemia do coronavírus

A entrega foi adiada por 60 dias, os contribuintes têm até o dia 30 de junho para entregar a declaração do IRPF 2020 - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O prazo final para a entrega da declaração do Imposto de Renda de pessoas físicas 2020 foi prorrogado por 60 dias. O anúncio foi feito nessa quarta-feira (1) pelo pelo secretário da Receita Federal, José Tostes. A entrega, que deveria ser feita até o dia 30 de abril, foi adiada por 60 dias e pode ser realizada até às 23h59 do dia 30 de junho.

Segundo o secretário, o motivo do adiamento foram os relatos de contribuintes confinados em casa com dificuldades em obter documentos na empresa ou de conseguir recibos com clínicas médicas para deduzirem gastos.

“Se comparado com 2019, essas 8,8 milhões de declarações representam 27% do esperado. Decidimos pela prorrogação considerando demandas dos contribuintes que estão confinados em casa e com recibos médicos ou declarações de seguradoras nas empresas ou escritórios”, esclareceu o secretário.

O secretário lembrou que o cronograma de restituição será mantido, ou seja, o primeiro dos cinco lotes continua previsto para 29 de maio e o último, em 30 de setembro.
Desoneração de IOF para operações de crédito
O governo vai desonerar o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), em operações de crédito por 90 dias e transferiu o pagamento do PIS/Pasep e Cofins dos meses de abril e maio, para os meses de agosto e outubro.

 

 

 

 

 


fonte: brasil.gov
Com informações da Voz do Brasil

Saúde & Bem Estar

More Articles

Curiosidades da história

More Articles