Amazon se torna empresa com maior valor de mercado do mundo

Gigante das vendas online assume posto pela primeira vez. Apesar de ficar abaixo da marca de 1 trilhão de dólares alcançada no ano passado, valor da empresa supera o da Microsoft.

Amazon foi fundada nos anos 1990 em Seattle

A Amazon assumiu nesta segunda-feira (07/01), pela primeira vez, o posto de empresa de capital aberto com maior valor de mercado do mundo, superando a Microsoft.

A gigante de vendas online conseguiu o feito após suas ações registrarem alta de 3,4%, fazendo com que a empresa encerrasse o pregão em Wall Street valendo 797 bilhões de dólares – cerca de 8 bilhões de dólares a mais que a Microsoft.

Além de ser a primeira vez que a Amazon lidera o ranking, a marca encerra o breve retorno da Microsoft ao topo, após ter superado a Apple em novembro passado.

Liderada pelo CEO Jeff Bezos, a Amazon registrou um crescimento significativo à medida que expandiu seus negócios da venda de livros online para uma vasta gama de categorias de varejo.

Os rendimentos saltaram de 74,5 bilhões de dólares em 2013 para 177,9 bilhões de dólares no ano passado. A estimativa é de que tenham alcançado 232,3 bilhões de dólares no ano passado.

Apesar de assumir pela primeira vez a liderança de mercado nesta segunda-feira, o valor da Amazon está bem abaixo do pico alcançado pela empresa em setembro passado, quando superou a marca do 1 trilhão de dólares. A companhia foi a segunda a conseguir tal feito em Wall Street, depois da Apple.

Agora, a Apple vale 702 bilhões de dólares e é a quarta do ranking em termos de valor de mercado, atrás da Amazon, da Microsoft e da Alphabet, proprietária da Google, que vale cerca de 745 bilhões de dólares.

A perda de valor das gigantes da tecnologia ocorre em meio a temores de que o conflito comercial travado entre o governo Trump e a China e taxas de juros em alta possam impactar a economia mundial, particularmente as companhias do setor de tecnologia.

Criada em 1994 numa garagem num subúrbio de Seattle, a Amazon – originalmente batizada de Cadabra – vendeu seu primeiro livro em meados de 1995. No final daquele ano, a empresa já estava vendendo livros por todo o país. Em 1997, ela abriu seu capital.

Por mais de uma década, a companhia colocou o crescimento à frente dos lucros, investindo fortemente em depósitos, redes de distribuição e bancos de dados. Além de se tornar uma gigante das vendas online, a Amazon passou a criar séries de TV.

 

 

 

 

 


fonte: DW
LPF/ap/afp